Na Imprensa

Guarulhos: Banco do Povo dispõe de R$ 3 milhões para financiamento

Terça-feira, 4 de agosto de 2009

Todo microempreendedor tem um sonho em comum: expandir o seu pequeno negócio. Sem recursos financeiros e informações sobre o mercado de crédito, muitos destes empresários acabam ficando nas mãos de agiotas, bancos e financeiras, que cobram juros estratosféricos e que na maioria das vezes, resulta em inadimplência. Mas o que poucos empreendedores guarulhenses sabem é que a cidade possui uma agência do Banco do Povo Paulista, programa de microcrédito desenvolvido pelo Governo do Estado de São Paulo em parceria com a Prefeitura, que concede crédito com juros de 1% ao mês.

Equipe do Banco do Povo de Guarulhos

Equipe do Banco do Povo de Guarulhos

O Banco do Povo Paulista tem por objetivo promover a geração de empresa e renda, por meio da concessão de crédito para o desenvolvimento de micro e pequenos empreendedores. Somente a agência de Guarulhos, que fica na unidade do Poupatempo, possui em caixa mais de R$ 3 milhões. Os recursos, vindos do Governo do Estado de São Paulo e da Prefeitura de Guarulhos, são voltados para empreendedores formais e informais e podem ser utilizados para financiar o capital de giro de um empreendimento (compra de mercadorias, consertos de máquinas, equipamentos, veículos, entre outros) ou investimento fixo (compra de máquinas, equipamentos, veículos, entre outros).

Para se ter uma ideia, o banco concede entre R$ 200 a R$ 5 mil de financiamento para Pessoa Física (PF), e R$ 200 a R$ 7,5 mil para Pessoa Jurídica (PJ), recursos que podem ser parcelados em até 24 vezes para PF e 36 vezes para PJ. De acordo com o agente de crédito Renato Cordeiro de Benevides, a função do Banco do Povo é gerar desenvolvimento, por isso quando o cliente faz a requisição de crédito, a agência faz o acompanhamento até a última parcela a ser paga, além de prover capacitação aos empreendedores. "O que o banco quer saber é se o negócio do empresário funciona, se ele existe", completou Benevides.

Gilmar Loredo, presidente da ONG Guarulhos Off Roaders, confessou que desconhecia a informação de que o banco concede financiamento para instituições filantrópicas. "O Banco do Povo é fantástico, já que poucas instituições financeiras liberam crédito para ONGs, já que estas entidades possuem um cadastro muito fraco. Geralmente, o crédito é concedido para o presidente da entidade", disse.

Para o diretor de relações institucionais da Associação Comercial e Empresarial de Guarulhos (ACE), Decio Pompêo Junior, o Banco do Povo precisa ser difundido na cidade, ainda mais em tempos em que o país trabalha pela formalização dos pequenos empreendedores. "O país vem trabalhando em torno do programa Microempreendedor Individual (MEI) que quer fomentar a formalização entre os empreendedores, em São Paulo, por exemplo, o governo quer regularizar 10% dos que se estão na informalidade. Sendo formal, o pequeno empresário poderá requisitar um valor de crédito maior e, mesmo assim, pagar 1% de juros ao mês", disse.


Serviço:

Banco do Povo Paulista - Agência Guarulhos
Avenida José Campanella, 95, Macedo (dentro da unidade do Poupatempo)
Informações: www.bancodopovo.sp.gov.br


Veja também: Jardim Casqueiro recebe Banco do Povo itinerante

Fonte: Associação Comercial e Empresarial de Guarulhos - 4/8/2009 - www.aceguarulhos.com.br
Texto: Assessoria de Imprensa/ACE-Guarulhos