Banco do povo

FORMAL (Pessoa Jurídica)

O cliente pessoa jurídica é aquele formalmente constituído conforme os preceitos legais e que se enquadra como Empresa Individual, Sociedade Limitada (Ltda.), Microempresa (ME), Empresas de Pequeno Porte (EPP), individual de Responsabilidade Limitada (Eireli), Associação Produtiva ou Cooperativa. O solicitante, obrigatoriamente, deverá ser o mesmo cadastrado no CNPJ, respondendo oficialmente pelo negócio.

Linha Especial Covid-19

O Banco do Povo concederá R$ 25 milhões de reais em linhas de microcrédito para empreendedores de pequenos negócios para auxiliar as empresas paulistas no enfrentamento dos impactos financeiros do coronavírus (covid-19).

A linha de microcrédito do Banco do Povo, que já é competitiva, terá agora redução da taxa de juros de 1% para 0,35% ao mês.

O prazo para pagamento passa de 24 para 36 meses, já incluindo o prazo de carência, que também aumenta de 60 para 90 dias. Além disso, o limite de concessão de crédito sem avalista passa de mil para três mil reais.

Mediante análise de crédito e comprovação de endereço, poderão realizar os empréstimos pessoas jurídicas de micros e pequenos negócios formais (MEI, ME, LTDA, EIRELI) e também microempreendedores urbanos e rurais, inclusive do setor informal.

Linha Básica Banco do Povo

Cliente Limites de crédito Taxas de Juros
Produtor rural com CNPJ
1º crédito até R$ 15.000,00 0,35% à 0,70% a.m +
1% TSF ato
2º crédito até R$ 35.000,00
3º crédito e posteriores até R$ 50.000,00
FORMAL: ME, EPP, LTDA, EIRELI
1º crédito até R$ 15.000,00 0,35% à 0,70% a.m +
1% TSF ato + FDA
2º crédito até R$ 35.000,00
3º crédito e posteriores até R$ 50.000,00

Linhas de Crédito Empreenda Rápido

Na data de 19 de julho de 2019 o Governo do Estado de São Paulo e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico em parceria com o SEBRAE, Desenvolve São Paulo (outros parceiros) lançaram o programa EMPREENDA RÁPIDO. O programa busca atender o empreendedor melhorando o ciclo de vida e competitividade das empresas, inclusão produtiva das pessoas desempregadas, sobretudo aos PME’s, com capacitação empreendedora, qualificação técnica, inovação e produtividade, financiamento e microcrédito, formalização e desburocratização, e acesso ao mercado.

O portal do Programa empreenda rápido é: http://www.desenvolvimentoeconomico.sp.gov.br/empreendarapido
Nesse portal todos os clientes poderão acessar e se inscreverem nos cursos disponíveis aos quais receberão certificados após a conclusão.

Mediante a apresentação do certificado, os clientes terão acesso a linhas de crédito com condições diferenciadas:

Cliente Limites de crédito Taxas de Juros
Produtor rural com CNPJ R$ 200,00 à R$ 50.000,00 0,35% a.m à 0,55 % +
1% TSF ato
ME, EPP, LTDA, EIRELI,
Associação Produtiva ou
Cooperativa, Microfranquias,
Motofretista e Mototaxista
R$ 200,00 à R$ 50.000,00 0,35% a.m à 0,55% a.m +
1% TSF ato + FDA
  • CNH ou RG e CPF do avalista e do cônjuge, se houver; No caso de apresentação da CNH as demais informações deverão ser prestadas de forma declaratória do avalista e de seu cônjuge ou documento oficial com foto. Para estrangeiros, apresentar Registro Nacional de Estrangeiros (RNE) ou Registro Nacional Migratório (RNM);
  • Inscrição CNPJ – consultar no site da Receita Federal;
  • CNPJ como contribuinte individual, legalizado junto à Casa da Agricultura da região, para produtor rural;
  • Certidão Negativa de Débitos (CND) ou Certidão Positiva de Débitos com Efeito de Negativa válida e emitida pela Receita Federal do Brasil (RFB);
  • Certidão de Regularidade no FGTS (CRF) válida, emitida pela Caixa Econômica Federal (CEF) ou Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), para empresas sem funcionário;
  • Quando houver, inscrição estadual;
  • Quando houver, inscrição municipal;
  • Certidão de casamento do cliente e dos sócios. Nos casos de separação ou viuvez, apresentar devidas certidões e, caso declare união estável, apresentar documento que a comprove;
  • Comprovante recente – menos de 90 dias – de endereço em nome da empresa ou, na ausência, do responsável (água, luz ou telefone);
  • Cartão de conta bancária ou extrato em nome da empresa ou em nome do sócio que receberá os recursos;
  • Para capital de giro, em substituição, podem ser aceitas cópias das notas fiscais de compras dos últimos três meses, em substituição ao orçamento;
  • Plano de Negócio, para empreendimentos no início da atividade.

SOCIEDADE LIMITADA (LTDA.) OU EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE
LIMITADA (EIRELI)

  • Contrato Social e alterações atualizadas;
  • Procuração pública específica para o Banco do Povo Paulista, quando houver, outorgando poderes a terceiros para adquirir financiamento junto ao programa. O representante legal deverá ser incluído no processo.

ASSOCIAÇÕES E COOPERATIVAS PRODUTIVAS OU DE TRABALHO

  • São documentos necessários para acesso aos créditos do Banco do Povo Paulista:
  • Ata de constituição;
  • Regimento interno;
  • Estatuto e alterações se houver;
  • Se no estatuto não houver cláusula autorizando obtenção de financiamento, deverá ser apresentada ata de reunião da Assembleia Geral autorizando a Diretoria a contrair financiamento junto ao programa;
  • Inscrição CNPJ – consultar no site da Receita Federal;
  • Certidão Negativa de Débitos (CND) ou Certidão Positiva de Débitos com Efeito de Negativa válida e emitida pela Receita Federal do Brasil (RFB);
  • Certidão de Regularidade no FGTS (CRF) válida, emitida pela Caixa Econômica Federal (CEF);
  • RG e CPF dos representantes legais e cônjuges, ou documento oficial com foto;
  • Certidão de casamento dos representantes legais. Nos casos de separação ou viuvez, apresentar devidas certidões;
  • Comprovante recente – menos de 90 dias – de endereço em nome da empresa ou, na ausência, do responsável legal (água, luz ou telefone);
  • Em caso de alteração na constituição dos representantes da associação/cooperativa, deverá ser apresentada a ata da Assembleia que nomeia os novos representantes;
  • Cartão de conta bancária ou extrato em nome da associação/cooperativa;
  • Último balanço;